Gerir e viver com a doença de Fabry

Informações Úteis

Aqui pode encontrar dicas e informações úteis sobre a Doença de Fabry. As ferramentas que o acompanharão e poderão tornar mais fácil o seu dia-a-dia.

8 Dicas de viagem para pessoas com doença de Fabry

 

Quer esteja a planear as suas férias ou apenas um fim de semana  fora, siga estas recomendações para poder viajar em segurança com a doença de Fabry.

Adotar alguns cuidados extra, ajudará a que corra tudo bem e que volte  só com boas recordações!

 

1. Planeie com antecedência

Sabemos que nem sempre é fácil, mas planear uma viagem com uma doença requer maior preparação. Começar a planear cedo, irá ajudá-lo a manter a calma e a ter tudo pronto a tempo.

 

2. Fale com o seu médico

Conte-lhe que viagem vai fazer e peça-lhe ajuda para elaborar uma lista do que não se pode esquecer de levar. Confirme com ele que medicamentos deve  levar e garanta que serão suficientes.

Avalie ainda com o seu médico a necessidade de agendar uma Consulta do Viajante.

 

3. Acabe primeiro as suas sessões de tratamento

Se tiver sessões de tratamento marcadas, planeie a sua viagem de forma a que esta não coincida com as datas das sessões. É muito importante não faltar a nenhum tratamento!

 

4. Leve contactos de emergência

Peça ao seu médico um contacto de emergência. Em princípio não será necessário, mas vale sempre a pena prevenir 😉

 

5. Leve os seus dados clínicos

Por fim, peça ao seu médico que lhe faculte um documento que contenha as suas informações médicas. O tipo de doença de Fabry que tem, os tratamentos que está a fazer e as suas possíveis necessidades especiais são alguns exemplos.

 

6. Avise a companhia aérea se tiver alguma necessidade especial

Se for viajar de avião e necessitar de algum apoio especial durante o voo, informe de antemão a sua companhia aérea.

 

7. Confirme que recursos estão disponíveis no seu destino

Reflita: Vai necessitar de algum recurso especial no seu destino? Se viajar com crianças pequenas ou se tiver intolerâncias alimentares, por exemplo, procure estes recursos antes de partir.

Para o ajudar, pode consultar as plataformas de turismo acessível disponíveis em Portugal:

Tur4all: https://www.tur4all.pt/

Accessible Portugal: http://accessibleportugal.com/

 

8. Organize os seus medicamentos

Por fim, nunca é demais lembrar:

Leve a sua medicação, em quantidade superior à que acha que vai necessitar.

No caso de viagens mais longas, leve-a na sua bagagem de mão para que não se perca. Pondere ainda levar dois conjuntos de medicamentos em sítios separados, assim estará sempre prevenido.


Referências:

https://fabrydiseasenews.com/living-with-fabry-disease/

 

MAT-PT-2000549-1.0 – Julho de 2020