Planeamento Familiar

“Posso engravidar com a doença de Gaucher? Os meus filhos poderão herdar a doença?”

Neste artigo, respondemos a estas e outras perguntas sobre planeamento familiar para doentes de Gaucher.

 

Para simplificar a leitura, dividimos o artigo entre homens e mulheres:

 

Homens

Posso ter filhos com a doença de Gaucher?

Em doentes do sexo masculino, a doença de Gaucher não interfere com a sua capacidade de ter filhos. Ainda assim aconselhamos a falar sempre primeiro com a sua equipa médica.

 

Os meus filhos poderão ter a doença de Gaucher?

A doença de Gaucher é uma doença genética que ocorre quando ambos os genes transmitidos para o/a filho/a (um vindo do pai e outro vindo da mãe) se encontram modificados. Ou seja:

  • Se a mãe dos seus filhos não for portadora* da doença de Gaucher: Os seus filhos não terão a doença;
  • Se a mãe dos seus filhos for portadora*: Cada bebé terá 50% de probabilidade de ter a doença e 50% de probabilidade de ser portador;
  • Se a mãe dos seus filhos tiver a doença: Os seus filhos também a terão.

Leia mais em Herdar a doença

*Portador: pessoa que tem um gene mutado e outro normal

 

Mulheres

Que métodos contracetivos posso usar?

Não existem métodos contracetivos mais ou menos indicados para doentes de Gaucher. No entanto, deve sempre falar com o seu médico de família e encontrar a melhor opção para si.

 

A doença de Gaucher diminui a minha fertilidade?

Felizmente, a doença de Gaucher não reduz a fertilidade na maioria das doentes. Contudo, se notar dificuldades em engravidar deve explicar isso na sua próxima consulta.

 

Posso engravidar?

Sim!

Enquanto antigamente não era recomendado engravidar com a doença de Gaucher, atualmente, é possível fazê-lo com sucesso.

No entanto, a gravidez terá sempre que ser seguida de perto pela sua equipa médica multidisciplinar, esta conseguirá monitorizar os seus sintomas e evitar complicações.

 

Os meus filhos poderão ter a doença de Gaucher?

A doença de Gaucher é uma doença genética que ocorre quando ambos os genes transmitidos para o/a filho/a (um vindo do pai e outro vindo da mãe) se encontram modificados. Ou seja:

  • Se o pai dos seus filhos não for portador*da doença de Gaucher: Os seus filhos não terão a doença;
  • Se o pai dos seus filhos for portador*: Cada bebé terá 50% de probabilidade de ter a doença e 50% de probabilidade de ser portador;
  • Se o pai dos seus filhos tiver a doença: Os seus filhos também a terão.

Leia mais em Herdar a doença

*Portador: pessoa que tem um gene mutado e outro normal

 

Quero engravidar! O que devo fazer primeiro?

Fale com a sua equipa médica multidisciplinar. Eles conseguirão antecipar que complicações poderão ocorrer, tendo em conta o seu estado de saúde, e saberão aconselhá-la da melhor forma.

  • Esta equipa deve incluir um obstetra, um anestesista e um especialista na doença de Gaucher.

Os profissionais de saúde irão determinar o plano de tratamento que deve adotar, durante e depois da gravidez.

 

Engravidei de forma não planeada! O que devo fazer?

Primeiro que tudo, entre em contacto com o seu médico especialista. Ele saberá explicar que passos deve tomar.

 

Que problemas é que posso ter durante a gravidez?

Apesar de atualmente, a maioria das gravidezes com a doença de Gaucher ocorrerem sem complicações, é possível:

  • Piorar a saúde dos seus ossos;
  • Desenvolver uma infeção pós-parto;
  • Desenvolver anemia (baixo nível de glóbulos vermelhos) ou trombocitopenia (baixo nível de plaquetas). Estas condições aumentam o risco de sangramento durante o parto e tornam pouco indicado a administração de anestésicos como a epidural.

Ao ser acompanhada durante a gravidez, é possível prevenir ou tratar algumas destas complicações.

 

Devo manter o meu plano de tratamentos durante a gravidez?

A resposta será diferente de doente para doente, por isso é importante discutir este assunto com o seu especialista. Entre em contato com ele assim que souber da gravidez ou, idealmente, antes de engravidar.

 

Posso amamentar com a doença de Gaucher?

A doença de Gaucher não afeta a capacidade de amamentar mas fazê-lo pode piorar a saúde dos seus ossos. Normalmente, as mulheres perdem entre 3 a 7% de densidade óssea durante a amamentação, perda que pode ser significativa para as doentes de Gaucher.

É recomendável que se aconselhe com o seu médico especialista.